top of page

Retalhos Essenciais - Poesias soltas ao vento e ao tempo

Durante décadas tenho escrito poesias em guardanapos, folhas de caderno, papel de pão e tudo mais. Muitas se perderam, mas guardei uma centena delas para finalmente poder soltá-las ao vento e ao tempo deste nosso mundo virtual.


Quase nunca mostrei para ninguém, por medo de que as pessoas não gostassem, entretanto, a maturidade finalmente chega e a opinião dos outros passa a ter muito menos valor do que a sensação deliciosa de poder publicar sua própria antologia poética.




Cobrei um valor simbólico, pois acredito que se disponibilizasse de graça, muitas pessoas fariam o download, mas não iriam ler e esse não é o meu desejo. Desenterrei essa coletânea para que possam saboreá-las como quem saboreia um bom vinho.


Enjoy...


Comments


bottom of page