top of page

Pra Gol! Futebol de Botão de pai pra filho

O sorteio dos jogos era realizado com os papeizinhos dos times dentro de um vaso de flor da minha mãe, para ficar no "Padrão FIFA" de 1982:


– Portuguesa! – Anuncia o "cartola". – Portuguesa contra Vasco da Gama

– Nossa! Clássico lusitano vai ser a primeira partida do Brasileirão de 77!

– Não é 77! É 78!

– 77 nós já jogamos semana passada!

– O Grêmio foi campeão, não lembra?

– Campeão não! Bicampeão!

– E o Coritiba foi vice de novo.


E assim tardes e tardes foram marcadas por ferrenhas pelejas de Futebol de Botão, tudo devidamente registrados no caderno sagrado de todos os campeonatinhos - Paulistão, Torneio Rio-São Paulo, Brasileirão, Copa do Brasil, Libertadores da América e Mundial Interclubes.


Os campeões recebiam estrelinhas coladas com tenaz e ainda tinha os escudinhos minúsculos toscamente desenhados da Federação Paulista de Futebol (FPF) e da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).


Obviamente que o meu Palmeiras tinha Mundial e não era só um, mas dois, conquistados a duras penas, pois meus amigos - corintianos, santistas, flamenguistas e são paulinos - faziam de tudo para eliminar o verdão imponente que estampava em seus botões os nomes escritos a mão dos ídolos do passado - Leão, Luis Pereira, César Maluco, Leivinha e, claro, o Divino Ademir da Guia. Em 1982, eu ainda não me lembrava de ter visto um título palmeirense, pois o último havia sido quando eu ainda tinha apenas dois anos e a fila só acabaria com o fantástico 4 a 0 em cima do Corinthians no Paulista de 1993.


O time da moda era o Flamengo de Zico, Raul, Nunes, Leandro, Adílio, Júnior e companhia. Um timaço que fez muitos moleques virarem a casaca. Não existia esse negócio de torcer para Barcelona, Real Madrid ou Juventus. Nossos heróis ainda jogavam no Brasil e todo mundo sabia a escalação da Seleção Canarinho de cor e salteado.


– Flamengo!

– Flamengo contra Corinthians!

– Eu vou acabar com seu Flamenguinho!

– Vai o caramba! Mengão vai golear!

– Calma aí gente! Nem acabou o sorteio e já vão começar a brigar?


Sim, dava muita briga, muita discussão, muito bate-boca. Quando tinha mais de três participantes, um sempre ficava de juiz, mas quando era um contra um...


– Volta o lance!

– Volta o lance então! Pra gol!

– Pode chutar

– Gooooooooooooooooool!


É claro que todo jogo que se preze tem que ter narração e comentários. As imitações bisonhas de Luciano do Vale, Osmar Santos e Galvão Bueno só não eram mais frequentes que o favorito da molecada - Sílvio Luís:


– Pelas barbas do profeta! No paaaaaaaaau!!! Olha o rebote na intermediária e ... TÁ LÁ DENTRO! É mais um gol do Botafogo, meu povo. Enche o peito, solte o grito da garganta e confira comigo no replay! Ga! Ga! Ga! Garriiinha!! É dele a camisa número 7. Quando eram jogados redondos 37 minutos do segundo tempo! Agora - Botafogo 2, São Paulo 2! Olivério, o que é que só você viu?

– Depois de passar pelo zagueirão Oscar, Garrincha emendou um torpedo do meio da rua e a bola foi parar nos fundos da rede de Valdir Perez. Mais um golaço de Garrincha que empata com Tostão do Cruzeiro na artilharia do Brasileirão de 1978!


Voltei a jogar botão, após décadas, para poder brincar com meu filho de seis anos. Ele está encantado (e eu mais ainda) com os nossos campeonatinhos devidamente registrados no novo Caderno Sagrado, que também guarda os registros das Copas do Mundo de Seleções, jogadas no Play Station. No Video Game, começamos em 1930, sorteando os países que realmente participaram daquela Copa e isso é uma boa oportunidade para conhecermos mais a história do futebol e do mundo. Vamos começar a Copa de 1950 na semana que vem e eu já expliquei alguma coisa sobre a Segunda Guerra Mundial, que impediu a realização das Copas de 1942 e 1946. Além de ter aprendido que a Áustria foi anexada à Alemanha poucos meses antes da Copa de 1938, sendo que seus principais jogadores foram obrigados a jogar pelos nazistas.


Não precisamos mais comprar a Revista Placar para recortar os escudinhos que vinham nas páginas finais. Existem sites para baixar times do mundo inteiro, templates prontos para imprimir tudo. Ao montar os próprios times com escudos e tudo mais, eu quis resgatar a magia que só quem jogou futebol de botão sabe como é. Ademais, fazer isso com o filho... não tem preço.


Ele começa a organizar seus campeonatinhos com os amigos do condomínio e me mato de rir ao constatar que Sílvio Luís e Juarez Soares deram lugar a imitações, não menos bisonhas, de Tiago Leifert e Caio Ribeiro. Mudam as gerações, mas a paixão pelo futebol, em todas as suas vertentes, permanece a mesma.



____________

Clique abaixo para fazer o download da página com 95 times brasileiros de futebol da Série A, B, C e +:

ESCUDOS DE TIME (4)
.pdf
Fazer download de PDF • 4.83MB


Comments


bottom of page